Notícias

Publicada em 05 de Setembro de 2008 ás 10:32

Lauro de Freitas realiza oficina para Professores Quilombolas

Zé Neto participa da abertura da III Conferência

Evento serviu como preparação para a III Conferência Nacional Infanto-juvenil

Membro da Comissão de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Assembléia Legislativa da Bahia, o deputado estadual Zé Neto fez parte da mesa de abertura da III Conferência Nacional Infanto-Juvenil pelo Meio Ambiente, onde será realizada a Oficina de Conferência para Professores Quilombolas. A abertura do evento aconteceu na manhã desta sexta-feira, 29 de agosto, mas as atividades permanecem até domingo, das 9h às 17h, no Centro de Referência da Cultura Afro- Brasileira, em Lauro de Freitas.

Foram convidados para se apresentar na abertura da conferência, o coral de alunos da Escola Técnica Estadual Newton Sucupira, onde os jovens cantaram canções indígenas e quilombolas. Também se apresentou o grupo Olodum Mirim.

O objetivo da conferência, que conta com a com a parceria do Governo do Estado da Bahia, através das secretarias da Educação (SEC) e da Promoção da Igualdade (SEPROMI), é de estimular o debate sobre a educação prestada nas escolas quilombolas, principalmente no que diz respeito ao meio ambiente.

Fizeram parte da mesa de abertura, além do deputado Zé Neto; a secretária da Promoção da Igualdade do estado, Luiza de Barros; o secretário de Educação, Adeum Sauer; o deputado federal, Luiz Alberto; a coordenadora de Educação Ambiental do Ministério da Educação, Rachel Trajber; o coordenador da Conferência Nacional de Meio Ambiente, Geraldo Abreu; a secretária municipal de Políticas para Mulheres, Terezinha Barros; a presidente do Grupo Ambientalista da Bahia, Liliti Cintra; a coordenadora de Educação Ambiental do estado, Marina Sena; a professora de quilombolas, Shirley Pimentel e o representante do Coletivo Jovem, Ian Guzzoli.

Em seu pronunciamento, o deputado estadual Zé Neto lembrou da época em que foi presidente da Comissão de Proteção ao Meio Ambiente da Assembléia Legislativa. “Trabalhamos na defesa dos quilombolas de Sapiranga, em Mata de São João. Foi uma época difícil, onde pessoas envolvidas com o setor imobiliário queriam retirá-los daquele local. Ali existia uma escola comunitária onde as crianças aprendiam a amar e respeitar a suas origens e o meio ambiente”, lembrou.

PRÓXIMAS ETAPAS

Durante a realização da Oficina de Conferência para Professores Quilombolas os educadores quilombolas vão discutir e vivenciar situações-problemas para elaborar ações de enfrentamento em relação às questões ambientais nas suas comunidades. Além disso, serão realizadas palestras sobre os sub-temas Terra, Ar, Água e Fogo por profissionais que atuam ou desenvolvem pesquisa sobre os impactos provocados pelas mudanças climáticas no mundo.

A próxima etapas será a realização da conferência nas escolas, que acontecerá em setembro e, em novembro será realizada a etapa estadual. Em 2009, no mês de abril, acontecerá a conferência nacional. Participam estudantes do ensino fundamental, da 5ª a 8ª séries das redes pública e privada, comunidades indígenas, quilombolas, assentamentos rurais sem escolas e alunos com necessidades especiais, sem restrição de idade, que estejam cursando as séries finais do ensino fundamental.



Assessoria de Imprensa

 

Leia Também

13/11/2017
13/11/2017
13/11/2017
12/11/2017
12/11/2017
12/11/2017
11/11/2017
11/11/2017
11/11/2017
10/11/2017

 

Fale com a gente

Digite o que está na imagem.

Gabinete Salvador
1a Avenida, nº 130 - C.A.B. Prédio Nelson David Ribeiro
Gabinete 207 - CEP 41745-001 - Tel: (71) 3115.7133

Gabinete Feira de Santana
Rua Domingos Barbosa de Araujo, nº 333 - Kalilândia CEP 44001-208
Tel: (75) 3223-2728